Sobre os quereres

Eu queria querer como queres, mas minha métrica concisa não encontra adequação;

O que queres, tú?

Você quer amor e eu quero amar.

Eu queria querer só como é

mas quero, não;

Você quer libertário e eu quero um lar.

Você quer e eu quero;

Nem tudo é rima no querer.

Eu te quero como és, mas não quero o que queres;

Você me quer e não basta como é;

E nessa dispersão vivemos nós.

(inspirado na canção “Quereres” de Caetano Veloso.  https://www.youtube.com/watch?v=h5ruY3Dt10c&list=RDh5ruY3Dt10c)

Anúncios

Sequer Imaginado

Se você não fosse abstruso demais

para tornar-se ao menos um instante,

o amor desse amor, que antes de te conhecer, eu não cheguei a ter.

Se você não fosse abstruso demais,

Se você ousasse imaginar o que poderíamos ser

Se você soubesse quanto,

Se você pudesse ver dentro

Talvez veria,

eu, você,

os livros,

os filhos,

o riso,

o conciso, ganhando mais colorido

sequer imaginado por qualquer um de nós.

Se você não fosse abstruso demais,

talvez provaria o que antes de te conhecer, eu nem ousei ser.

 

(baseado na canção de Caetano Veloso – Amor mais que discreto) https://m.youtube.com/watch?v=FohCXhLH50g